Noite de São João

O dia dos namorados, este ano, teve uma programação mais do que especial. Começou com uma jantinha na sexta. No sábado, um esquenta no Bier Market, com direito a cervejas especiais, e depois o show do Vitor Ramil, meu presente para o Dé.

Após a novela da aquisição dos ingressos, assistimos à Delibáb, o novo show de Ramil com as músicas do álbum homônimo, que traz canções inspiradas em poemas do argentino Jorge Luis Borges e do brasileiro João da Cunha Vargas. Ambos completariam 110 anos em 2009 e 2010 respectivamente.

No palco, acompanhando o caçula dos Ramil, o violonista argentino Carlos Moscardini. Um show que impressiona pela qualidade dos músicos e pelas belíssimas letras dos poetas. Milongas tocadas lindamente a dois violões.

Soma-se a isso o fator emocional. Afinal, posso dizer que o cantor pelotense sempre foi a trilha sonora desse romance, iniciado numa fria noite de julho. Então, quando no bis ele anunciou que cantaria Noite de São João, não pude conter as lágrimas.



Creio que é hora de sair da casca. De me despir de conceitos ou pré-conceitos. E falar aos quatro ventos: nada como uma boa companhia para curtir essa data, que pode ser comercial, mas sempre nos causa algum impacto.

Adorei todos os presentes. Assim como nós, essencialmente musicais.

2 comentários:

DanieSouza disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
André disse...

Realmente um final de semana especial. Janta, passadinha rápida no Bier para degustar uma boa cerveja e o show, ponto alto do final de semana.
Estava maravilhoso e especial e tbm adorei muito o presente e muito mais a companhia. Que seja o primeiro de muitos
Bjão